Portuguese, Brazilian subtítols

← Transforming Medicine: Ciência Psychedelic Mini-Documentário de 2013

Obtén el codi d'incrustació
17 llengües

Subtitles translated from anglès Showing Revision 4 created 10/17/2013 by Ananyr Fajardo.

  1. [Música inspiracional]
  2. [Albert Garcia-Romeu] Devido ao longo hiato na pesquisa
    psicodélica, há muita coisa que não sabemos

  3. sobre como pode ser usada para ajudar as pessoas e,
    a esta altura, agora que estamos de fato nos voltando
  4. e examinando estas substâncias com um novo olhar, acho
    que muitos benefícios estão sendo descobertos.
  5. Seja produzindo experiências místicas, ajudando a aliviar a ansiedade das pessoas no fim da vida, que
  6. estão morrendo, seja tratando dependência química ou depressão, existem muitos usos em potencial que
  7. realmente ainda precisam ser explorados de maneira científica, e assim... achamos que vale a pena explorar.
  8. [Amanda Feilding] As pesquisas em desenvolvimento estão começando a render bons frutos,

  9. não apenas na nossa compreensão sobre a função cerebral e a conciência, mas, muito importante,
  10. também em termos de novas aplicações clínicas.
  11. [Android Jones] Se existe um campo que deveríamos realmente dominar,

  12. seria a expiração de nossa própria consciência individual.
  13. [Erad Ayal] Essa é minha primeira conferência sobre ciência psicodélica. Está sendo uma experiência e tanto.

  14. Tem muita gente aqui. Adoro que seja, sabe, professores universitários e, sabe,
  15. pessoas que devo ter encontrado no Burning Man, todos no mesmo lugar ao mesmo tempo.
  16. [Tania Hollo] Essa é minha primeira vez em uma conferência MAPS.

  17. Estou realmente interessada em pesquisa psicodélica.
  18. [Randal Roberts] Há um desejo em comum de fazer algo positivo, mais do que apenas

  19. comida enlatada jogada. As pessoas estão fazendo algo positivo, talvez relacionado com sua vida toda,
  20. ou estão intensamente dedicadas a algo que se acentuaria
    por estarem aqui
  21. e encontrarem pessoas e aprenderem mais. Assim, acho que existem muitos sorrisos
  22. e muita gente bondosa e inteligente aqui.
  23. [Allison van Nostran] Fiquei realmente muito impressionada e realmente encantada com

  24. a profundidade e a amplitude das pesquisas que ESTÃO sendo feitas.
  25. [Don Lattin] Eles são realmente comprometidos com o método científico e a pesquisa legítima

  26. e são MUITO cuidadosos, e muitos dos principais pesquisadores são MUITO cautelosos
  27. em relação ao que selecionam como... sujeitos de pesquisa, e acho que isso é muito importante.
  28. [Rick Doblin] Esta conferência é maior do que qualquer
    outra conferência jamais organizada por nós.

  29. [Equipamento batendo]
  30. Realmente a razão pela qual a conferência fez tanto sucesso foi o fato de ter reunido a comunidade.
  31. [Jones] É sempre bom ver uma evolução e um aumento de público,

  32. ver que determinados caminhos mudam e se prolongam.
  33. [Doblin] Acho que o que foi mais desenvolvido aqui são as oportunidades para as pessoas

  34. conversarem umas com as outras. [Equipamento batendo].
    Organizamos mais espaços, deixamos
  35. mais tempo para isso. Agora mesmo na feira aqui, vai até 2 da madrugada ou algo assim,
  36. então tem muito tempo para as pessoas conversarem entre si.
  37. [Música calma de piano]

  38. [van Nostran] Quer dizer, tem... tem muitas coisas realmente surpreendentes acontecendo lá fora.

  39. [Hollo] Estou particularmente interessada em saúde mental

  40. e dependência química e existem muitas informações
    aqui sobre isso.
  41. [Lattin] Bill Wilson, que é o fundador dos Alcoólicos Anônimos, fez muita pesquisa

  42. e experimentação pessoal com LSD na década de 1950, depois que entrou em abstinência, pensando que o LSD
  43. poderia ajudar as pessoas a terem a experiência espiritual que é tão importante em um programa de 12 passos.
  44. [Garcia-Romeu] Agora mesmo, estou ajudando a concluir um estudo-piloto para

  45. auxiliar as pessoas a pararem de fumar usando psilocibina em combinação com
  46. terapia cognitiva comportamental.
  47. Acho que a abordagem de Hopkins tem sucesso como resultado da combinação de uma equipe de pesquisadores atenciosos

  48. com um sistema de apoio integral em conjunto com as sessões de psilocibina.
  49. Nenhum desses três componentes seria efetivo se fosse usado individualmente. As verdades se simplificam,
  50. as preocupações ficam transparentes e administráveis, as necessidades no estilo de vida ficam mais auto-evidentes.
  51. Seu ser individual [?] é expandido.
  52. Atualmente, nossos resultados no estudo sobre tabagismo parecem mostrar que a psilocibina pode ser muito útil

  53. para ajudar as pessoas a pararem de fumar, então por que isso não seria algo a ser investigado?
  54. [Doblin] Não são apenas recursos recreacionais, mas sim recursos terapêuticos e espirituais

  55. que têm sido usados por milhares de anos.
  56. [Joe Tafur] A cerimônia ayahuasca tradicional é uma oportunidade de uma revisão límbica rápida,

  57. resultando em cura profunda, provavelmente em parte pela revisão epigenética no sistema límbico
  58. e estruturas relacionadas e outras.
  59. [Hollo] Acho que os psicodélicos são uma maneira de atingir um estado mental que é alcançável

  60. por outros caminhos, embora outros caminhos não necessariamente sejam uma opção em nossa sociedade,
  61. especialmente para pessoas com dependência química ou agravo mental graves. Não é realista pedir a elas
  62. que sentem e meditem tanto tempo quanto precisariam meditar,,, para chegar àquele lugar. Os psicodélicos
  63. são uma opção realista para ajudar as pessoas a alcançarem aqueles lugares e permitir aquela mudança de
  64. de perspectiva que pode ajudá-las a re... - nos ajudar, me ajudar - reavaliar minha vida e seguir em frente.
  65. [Gabor Mate] A medicina hegemônica é uma perspectiva específica que tem muito a oferecer,

  66. tanto no tratamento de doenças crônicas como agudas, mas que também falha seriamente
  67. na compreensão dos seres humanos, em saber como estimular a cura dentro de um ser humano.
  68. Separamos a mente do corpo. Não somos muito bons em lidar com a cura
  69. de problemas crônicos. E se você não sabe como cortá-los fora, queimá-los ou envenená-los,
  70. não sabemos o que fazer com eles. Existe um problema de linguagem em relação à medicina alternativa.
  71. A primeira pergunta a fazer é "Alternativa a quê?", porque quando você diz "medicina alternativa"
  72. ou "medicina complementar", estamos supondo que aquela medicina hegemônica é, de alguma maneira, aquela
  73. maneira válida ou aceita de fazer e tudo o mais é alternativo a ela.
  74. Na verdade, é muito mais complicado do que isso.
  75. [van Nostran] Minha paixão realmente é meio que reestruturar a conversa acerca dos psicodélicos

  76. e tentar estimular as pessoas, especialmente os jovens, a conseguirem falar de maneira articulada
  77. e convincente sobre o que está havendo com os psicodélicos.
  78. [Daniel Jabbour] A Psychedelic Society de San Francisco é uma organização que fundamos

  79. há pouco mais de um ano e meio. De fato, a conferência MAPS foi nosso primeiro encontro
  80. e havia apenas 30 pessoas lá, e agora chegamos a quase 4.000 pessoas
  81. oriundas de todas nossas diversas redes sociais. E hospedamos aulas, exibição de filmes, discussões,
  82. para reunir pessoas para falar sobre psicodélicos em um contexto mais educacional.
  83. [Devon Tackels] A SSDP é uma rede internacional de estudantes que estão lutando contra

  84. a contraproducente guerra contra as drogas. A SSDP essencialmente empodera membros jovens
  85. para se envolverem na política para defenderem alternativas sensatas
  86. à proibição das drogas. Em caso de emergência por álcool ou overdose de drogas, os estudantes estão hesitando
  87. em chamar a polícia ou os paramédicos por medo de que seu amigo tenha problema ou seja preso
  88. ou talvez expulso da escola, ou até mesmo eles próprios. Assim, defendemos os bons samaritanos,
  89. também conhecidos como anistia médica, políticas que eliminam este fator de hesitação ao eliminar
  90. a punição acadêmica associada com dar aquele telefonema.
  91. [Eyal] Agora mesmo estou trabalhando em um projeto para encontrar um etnobotânico ou um antropólogo

  92. que esteja familiarizado com a ciência psicodélica e apresente o que está ocorrendo
  93. na conferência de ciência psicodélica para o mundo, realmente introduzindo as pessoas que nunca ouviram falar
  94. de ayahuasca antes a esse fascinante mundo da cultura, dos diferentes rituais tribais, da ciência,
  95. da fMRI, tudo isso.
  96. [Roberts] A legítima pesquisa sobre psicodélicos é importante e sempre existe uma sensação crescente

  97. de que irá explodir e talvez dar, talvez dar certo como cultura.
  98. [Jones] Realmente a arte é a única maneira de encapsular e compartilhar a experiência de reinos visionários

  99. que temos à disposição. Sabe, não podemos levar câmeras e gravadores para dentro de nossas visões,
  100. e assim estamos um pouco à mercê do artista ou artistas visionários que optaram por
  101. este caminho particular, estranho, criativo.
  102. [Roberts] Alguns vislumbram uma... uma verdade espiritual e a tornam acessível a todos, apesar de sua

  103. linguagem ou histórico. Com um uso de psicodélicos suficientemente legalizado, uma mente aberta o suficiente
  104. no fronte psicológico, que pudéssemos realmente romper em direção a uma solução humana
  105. permanente, pacífica, pelo menos isso está nos mantendo à tona, esses estudos nos mantêm à tona, e mantê-la
  106. sobre uma mesa de discussão legítima, científica é muito importante, ou Marlboro comprará tudo
  107. e tudo o mais será destruído. Precisamos ter essa garra.
  108. [Doblin] A fundação do MAPS, para mim, foi meio surpreendente, e assim, para fazê-lo

  109. você meio que tem que reconhecer que o sistema não é inteiramente corrupto e existem maneiras de...
  110. quer dizer, parte disso é admitir que realmente tem algum valor. Sabe, não tinha certeza de que funcionaria.
  111. Sabe, só sabia que era algo pelo qual valia a pena lutar. E o fato de que teríamos
  112. reuniões no Pentágono, que estaríamos... já trabalhando com os veteranos,
  113. que teríamos estudos com LSD e estudos com MDMA e estudos com ibogaína e estudos com ayahuasca
  114. publicados em revistas e ter conferências com tanta gente... Então, nunca pensei
  115. que os desafios seriam tão grandes, mas ao mesmo tempo os recursos estão aumentando.
  116. [Mate] Em termos de discutir publicamente os potenciais benefícios das substâncias psicoativas -

  117. substâncias psicodélicas - não devemos ser pregadores, não devemos tentar convencer ninguém.
  118. Vamos... não é uma causa. É apenas uma modalidade
    com grande potencial para ajudar muitas pessoas.
  119. Assim, precisamos apresentar as evidências com seriedade e humildade e temos que esperar
  120. que algumas pessoas sejam atraídas, outras não. E temos que ter clareza
  121. de que não é passado [?] aqui, que não estamos aqui oferecendo as soluções para os problemas do mundo
  122. ou a cura de cada doente do planeta. Tudo que estamos dizendo é "Aqui está uma modalidade com
  123. muita pesquisa por trás, tem muita experiência humana por trás, que comprovou ser
  124. curativa de maneira transformacional para muitas pessoas. Por que excluí-la da conversa?"
  125. [Música otimista]

  126. [Feilding] Reformar a política global das drogas e reembasá-la em evidências científicas, ao invés de

  127. ideologia e pânico, é muito importante para melhorar o bem-estar humano.
  128. [Musica desvanecendo]