Portuguese, Brazilian subtítols

← A História Contra Andrew Jackson - James Fester

Obtén el codi d'incrustació
19 llengües

Subtitles translated from anglès Showing Revision 6 created 01/15/2016 by TED Translators admin.

  1. Um herói nacional?
    Ou o inimigo público número um?
  2. Figuras históricas
    são muitas vezes controversas,
  3. mas poucas foram
    tão divinizadas ou vilanizadas
  4. em vida
  5. quanto o sétimo presidente
    dos Estados Unidos.
  6. Esta é A História Contra Andrew Jackson.
  7. "Ordem, ordem, hm... onde estávamos...
    ah, sim, Sr. Jackson!"
  8. É acusado de degradar
    o gabinete da presidência,
  9. causar colapso financeiro
  10. e arbitrária crueldade
    contra índios americanos.
  11. Como o senhor se declara?"
  12. "Meritíssimo, eu não sou
    um grande advogado da cidade,
  13. mas sei de algumas coisas.
  14. E sei que o presidente Jackson foi
  15. um guarda da fronteira que se fez sozinho,
  16. um grande general,
  17. um verdadeiro homem do povo."
  18. "Meritíssimo, este 'homem do povo'
    foi um jogador,
  19. um bêbado e um baderneiro.
  20. Ouvi dizer que ele
  21. começava uma briga do nada,
  22. que ele mesmo a provocava.
  23. Eu pergunto:
  24. será que um homem assim era apropriado
    para o cargo mais distinto da nação?
  25. Podemos nos esquecer do
    desastre que foi a sua posse?
  26. Quem já ouviu falar de convidar
    uma multidão de bêbados
  27. para a Casa Branca?
  28. Foram décadas para limpar o estofamento."
  29. "Essa multidão de bêbados, senhor,
    era o povo americano,
  30. e eles mereciam celebrar sua vitória."
  31. "Ordem, ordem! Diga-me:
    nesta celebração tinha torta?"
  32. "Muito bem. Sr. Jackson, não é verdade
  33. que, imediatamente após assumir o cargo,
  34. o senhor introduziu
    o sistema de apadrinhamento,
  35. substituindo centenas de funcionários
    federais perfeitamente bons
  36. por partidários incompetentes?"
  37. "Meritíssimo, o presidente não fez isso.
  38. Ele tentou instituir a rotação no gabinete,
  39. para evitar que houvesse lucro
    ou negócios escusos.
  40. Foi o resto do partido
  41. que insistiu em dar empregos
    aos seus lacaios."
  42. "Mas o Sr. Jackson obedeceu, não?"
  43. "Vejamos aqui."
  44. "Seguindo em frente.
  45. Sr. Jackson, o senhor não ajudou a causar
  46. o pânico financeiro de 1837
  47. e a subsequente depressão econômica,
  48. com sua guerra obsessiva
  49. contra o Banco dos Estados Unidos?
  50. Vetar a renovação de sua autorização,
  51. como o senhor fez em 1832,
  52. não foi um ato de proxenetismo
    populista irresponsável
  53. que não fazia nenhum sentido econômico?"
  54. "Meritíssimo, o cavalheiro tem
    uma tremenda de uma imaginação.
  55. Esse banco não passava
    de uma maneira de ianques ricos
  56. ficarem mais ricos.
  57. E todo esse pânico monetário foi causado
  58. quando os bancos britânicos
    aumentaram as taxas de juros
  59. e cortaram os empréstimos.
  60. Culpar o presidente é ilógico, eu diria."
  61. "Mas se o Sr. Jackson não tivesse destruído
    o Banco Nacional,
  62. ele teria sido capaz
    de emprestar aos fazendeiros
  63. e aos negócios
    quando outro crédito se encerrasse,
  64. não seria?"
  65. "Isso tudo é altamente especulativo.
  66. Podemos seguir adiante?"
  67. "Certamente, meritíssimo.
  68. Chegamos agora à mais terrível
  69. ofensa do Sr. Jackson:
  70. forçar tribos inteiras
    a saírem de suas terras nativas
  71. através do Ato de Remoção Indígena."
  72. "Eu me ofendo com essa acusação, senhor.
  73. Os EUA compraram aquela terra dos índios
  74. dentro das normas."
  75. "O senhor chama a coerção e as ameaças
  76. de uma nação com um exército
    bem mais poderoso
  77. de 'dentro das normas'?
  78. Ou assinar um tratado
    para remover os Cherokee
  79. com um pequeno grupo que não incluía
  80. seus líderes de fato?
  81. Eles nem tiveram tempo de se preparar
  82. apropriadamente antes de o exército chegar
  83. e forçá-los a marcharem
    a Trilha das Lágrimas."
  84. "Espere aí.
  85. Isso tudo foi obra de Van Buren,
  86. depois que o presidente Jackson
    deixou o cargo."
  87. "Mas o Sr. Jackson preparou o terreno
  88. e assegurou que o tratado fosse ratificado.
  89. Tudo o que o presidente Van Buren tinha
    que fazer depois
  90. era executá-lo."
  91. "Olhe aqui, meritíssimo.
  92. Nosso governo tem comprado
  93. terra indígena desde o começo,
  94. e meu cliente estava negociando
    esses acordos
  95. mesmo antes de ser presidente.
  96. O presidente Jackson
    acreditava verdadeiramente
  97. que o melhor para os índios
  98. era serem compensados por sua terra
  99. e se mudarem para o oeste,
  100. onde havia bastante espaço
  101. para que eles continuassem vivendo
  102. do modo como estavam acostumados,
  103. em vez de ficarem
  104. em constantes confrontos com
    os assentados brancos.
  105. Alguns dos quais, eu lembro nosso tribunal,
  106. queriam exterminá-los definitivamente.
  107. Era uma época diferente."
  108. "E, ainda assim,
    mesmo nessa época diferente,
  109. havia muitos no Congresso
  110. e até na Suprema Corte
  111. que viam como era errado o Ato de Remoção
  112. e se opuseram firmemente a ele,
  113. não é verdade?"
  114. "Meu cliente estava sob uma grande pressão.
  115. Acha que é fácil
  116. governar um país tão imenso
  117. e manter a União coesa,
  118. quando os estados
    estão se mexendo para anular
  119. leis federais?
  120. O presidente Jackson mal conseguiu que
    a Carolina do Sul
  121. recuasse nas tarifas de importação,
  122. então, a Geórgia descobriu ouro
  123. e começou a avançar pela terra Cherokee.
  124. Ou os índios eram removidos
  125. ou haveria outra luta
    com um governo estadual."
  126. "Então, o senhor admite que o Sr. Jackson
  127. sacrificou princípios morais para alcançar
  128. alguns objetivos políticos?"
  129. "Eu declaro: mostre-me um líder
    que não o tenha feito."
  130. À medida que as sociedades
    se transformam e a moral evolui,
  131. o herói de ontem pode se tornar
  132. o vilão de amanhã, ou vice-versa.
  133. A história pode ser o passado,
  134. mas a nossa compreensão dela
    está sempre sendo julgada.