Portuguese, Brazilian subtítols

← O que vem depois da tragédia? O perdão

Obtén el codi d'incrustació
25 llengües

Showing Revision 26 created 01/29/2018 by Leonardo Silva.

  1. Azim Khamisa: Nós, seres humanos, temos
    muitos momentos decisivos em nossa vida.
  2. Às vezes, esses momentos são de alegria
  3. e, às vezes, são de partir o coração,
  4. trágicos.
  5. Mas, nesses momentos decisivos, se formos
    capazes de fazer a escolha certa,
  6. manifestamos, literalmente, um milagre
  7. em nós e nos outros.
  8. Meu único filho Tariq,
    um estudante universitário,

  9. bom, generoso,
    bom escritor, bom fotógrafo,
  10. aspirava a trabalhar
    na National Geographic,
  11. estava noivo de uma bela moça,
  12. trabalhava como entregador de pizza
    às sextas e sábados.
  13. Ele foi atraído para um endereço falso
    por uma gangue juvenil.
  14. E, em uma iniciação de gangues,
  15. um jovem de 14 anos atirou nele e o matou.
  16. A morte repentina e sem sentido
  17. de um ser humano inocente e desarmado;
  18. o enorme pesar de uma família;
  19. a perplexidade total ao tentar absorver
    uma nova e horrível realidade.
  20. Nem é preciso dizer que isso
    interrompeu totalmente minha vida.
  21. Uma das coisas mais difíceis
    que já tive que fazer
  22. foi ligar para a mãe dele,
    que morava em outra cidade.
  23. Como contar a uma mãe que ela
    não irá ver o filho dela novamente,
  24. ou ouvi-lo rir,
  25. ou dar-lhe um abraço?
  26. Sou praticante do sufismo.

  27. Medito duas horas por dia.
  28. Às vezes, em traumas
    e tragédias profundas,
  29. há um lampejo de clareza.
  30. Constatei, em minha meditação,
  31. que havia vítimas
    nas duas extremidades da arma.
  32. É fácil ver que meu filho
    foi vítima do jovem de 14 anos,
  33. um pouquinho complicado ver
    que ele era vítima da sociedade americana.
  34. Isso dá por resolvida a questão:
    quem é a sociedade americana?
  35. São vocês e eu, porque não acredito
    que a sociedade seja apenas coincidência.
  36. Creio que todos nós somos responsáveis
    pela sociedade que criamos.
  37. Crianças matando crianças
    não é uma marca de uma sociedade civil.
  38. Nove meses após a morte de Tariq,

  39. fundei a "Tariq Khamisa Foundation",
  40. e nossa diretriz,
    na Tariq Khamisa Foundation,
  41. é impedir que as crianças matem crianças
  42. quebrando o ciclo da violência juvenil.
  43. Temos três diretrizes fundamentais.
  44. Nossa primeira e mais importante
    é salvar a vida das crianças.
  45. É importante fazer isso.
  46. Perdemos muitas delas todos os dias.
  47. Nossa segunda diretriz
  48. é permitir as escolhas certas
    para que as crianças não sejam ignoradas
  49. e escolham a vida das gangues, do crime,
    das drogas, do álcool e das armas.
  50. Nossa terceira diretriz é ensinar
    os princípios da não violência,
  51. da empatia, da compaixão, do perdão.
  52. Comecei com uma premissa muito simples

  53. de que a violência
    é um comportamento aprendido.
  54. Nenhuma criança nasce violenta.
  55. Se aceitarmos isso
    como uma verdade evidente,
  56. a não violência também pode ser
    um comportamento aprendido,
  57. mas temos que ensiná-la,
  58. porque as crianças não irão
    aprender isso por osmose.
  59. Logo depois disso, entrei
    em contato com meu irmão aqui.

  60. Ambos perdemos um filho.
  61. Meu filho morreu.
  62. Ele perdeu o neto dele
    para o sistema prisional adulto.
  63. Pedi para ele se juntar a mim.
  64. Como podem ver, 22 anos depois,
    ainda estamos aqui juntos,
  65. porque não posso trazer Tariq
    de volta da morte,
  66. não podemos tirar Tony da prisão,
  67. mas o que podemos fazer
  68. é garantir que nenhum outro jovem
    de nossa comunidade acabe morto ou preso.
  69. Com a graça de Deus,

  70. a Tariq Khamisa Foundation
    tem sido bem-sucedida.
  71. Temos um modelo de escola segura
  72. com quatro programas diferentes.
  73. O primeiro é uma sessão
    ao vivo com Ples e eu.
  74. Somos apresentados:
  75. o neto deste homem matou
    o filho deste, e aqui estão eles juntos.
  76. Temos um currículo em sala de aula.
  77. Temos um programa de mentoria
    após a escola e criamos um clube de paz.
  78. Estou feliz em compartilhar
  79. que, além de ensinar
    os princípios da não violência,
  80. somos capazes de reduzir
    as suspensões e expulsões em 70%,
  81. (Vivas) (Aplausos)

  82. o que é enorme,

  83. (Aplausos)

  84. o que é enorme.

  85. Cinco anos após a morte de Tariq,
    e, para completar minha jornada do perdão,

  86. fui ver o jovem que matou meu filho.
  87. Ele tinha 19 anos.
  88. Lembro-me daquele encontro
    porque estávamos...
  89. ele tem 37 anos, continua preso,
  90. mas, naquele primeiro encontro,
    travamos nossos olhares.
  91. Olhei nos olhos dele, ele nos meus,
  92. e olhei nos olhos dele tentando encontrar
    um assassino, mas não encontrei.
  93. Fui capaz de penetrar os olhos dele
    e tocar a benevolência dele,
  94. e compreendi que o sentimento dele
    não era diferente do meu
  95. ou de qualquer um de vocês.
  96. Eu não esperava por isso.
  97. Ele estava arrependido.
  98. Ele era eloquente e bem-educado.
  99. Eu poderia dizer que
    meu perdão o havia mudado.
  100. Por favor, deem as boas vindas
    a meu irmão, Ples.

  101. (Aplausos)

  102. Ples Felix: Tony é filho único
    de minha única filha.

  103. Tony nasceu para minha filha,
  104. que tinha 15 anos quando deu à luz o Tony.
  105. A maternidade é o trabalho
    mais difícil do mundo.
  106. Não há nada mais difícil
    do que criar um outro ser humano
  107. e garantir que esteja seguro
    e em condições de se dar bem na vida.
  108. Tony passou por muita violência
    quando era pequeno.
  109. Viu um de seus primos favoritos
  110. ser assassinado em uma chuva
    de tiros de arma automática
  111. e envolvimento de gangues em Los Angeles.
  112. Ele era muito traumatizado
    de muitas formas diferentes.
  113. Tony veio morar comigo.
  114. Eu queria garantir que ele tivesse
    tudo o que uma criança precisa
  115. para ter sucesso na vida.
  116. Mas, naquela noite específica,

  117. após anos vivendo comigo
  118. e esforçando-se bastante
    para tentar ser bem-sucedido
  119. e corresponder às minhas expectativas
    de ser uma pessoa de sucesso,
  120. naquele dia específico,
    Tony fugiu de casa,
  121. foi estar com pessoas
    que ele pensava serem seus amigos,
  122. deram-lhe drogas e álcool,
  123. e ele aceitou, porque achava que eles
    o fariam se sentir despreocupado.
  124. Mas tudo o que fez
    foi aumentar a ansiedade dele
  125. e criar...
  126. um pensamento mais fatal da parte dele.
  127. Ele foi convidado para um assalto,
    deram-lhe uma pistola 9mm
  128. e, na presença de um jovem
    de 18 anos que o comandava
  129. e de 2 meninos de 14 anos
    que ele achava serem seus amigos,
  130. ele atirou e matou Tariq Khamisa,
    o filho deste homem.
  131. Não há palavras, realmente, que possam
    expressar a perda de uma criança.

  132. Ao entender que meu neto foi o responsável
    pelo assassinato de um ser humano,
  133. fui ao quarto de oração,
    como meus velhos amigos me ensinaram,
  134. e comecei a rezar e a meditar.
  135. Uma coisa que o sr. Khamisa e eu
    temos em comum e que não sabíamos,
  136. além de sermos seres humanos
    maravilhosos, é que ambos meditamos.
  137. (Risos)

  138. Foi muito útil para mim

  139. porque me deu uma oportunidade
    de procurar orientação e clareza
  140. sobre como eu queria apoiar
    esse homem e sua família nessa perda.
  141. Minhas preces foram atendidas,
  142. porque fui convidado a um encontro
    na casa desse homem;
  143. conheci a mãe, o pai,
  144. a esposa, o irmão dele;
  145. conheci a família deles
  146. e tive a chance de estar com pessoas
    com o espírito de Deus lideradas por ele,
  147. que, no espírito do perdão,
  148. abriu caminho, criou
    uma oportunidade para mim
  149. de ser útil e de compartilhar
    com ele e as crianças
  150. a importância de entender a necessidade
    de estar com um adulto responsável,
  151. concentrar em nossa raiva
    de um modo saudável,
  152. aprender a meditar.
  153. Os programas que temos
    na Tariq Khamisa Foundation
  154. dão muitas ferramentas
    para as crianças colocarem no kit delas.
  155. e poderem levar por toda a vida.
  156. É importante que elas compreendam
  157. o cuidado e o apoio de adultos
    carinhosos e atenciosos,
  158. mas também é importante
    que nossas crianças aprendam a meditar,
  159. aprendam a ser tranquilas,
  160. aprendam a ser centradas
  161. e aprendam a interagir
    com as outras crianças
  162. de forma gentil, empática
    e maravilhosamente carinhosa.
  163. Nossa sociedade precisa de mais amor,
    e, por isso, estamos aqui
  164. para compartilhar o amor com as crianças,
    porque elas mostrarão o caminho para nós,
  165. porque todos nós dependeremos
    de nossas crianças.
  166. Conforme envelhecemos e nos aposentamos,
    elas assumirão este mundo por nós,
  167. então, elas retribuirão a nós
    com o mesmo amor que lhes ensinamos.
  168. Bênçãos. Obrigado.

  169. (Aplausos)

  170. AK: Nasci no Quênia,
    fui educado na Inglaterra,

  171. e meu irmão aqui é batista.
  172. Sou praticante do sufismo.
  173. Ele é afro-americano,
  174. mas sempre digo
    que o afro-americano sou eu.
  175. Eu nasci na África; você não.
  176. (Risos)

  177. Sou cidadão naturalizado.

  178. Sou cidadão da primeira geração.
  179. Eu sentia que, como cidadão americano,
  180. devo assumir minha parte
    da responsabilidade
  181. pelo assassinato de meu filho.
  182. Por quê?
  183. Porque o disparo foi feito
    por uma criança americana.
  184. Vocês têm uma posição:
  185. ele matou meu único filho;
  186. deveria estar enforcado
    no poste mais alto.
  187. Como isso torna a sociedade melhor?
  188. Sei que vocês devem estar se perguntando
    o que aconteceu com aquele jovem.

  189. Ele ainda está preso.
  190. Acabou de fazer 37 anos
    no dia 22 de setembro.
  191. Mas tenho boas notícias.
  192. Estamos tentando libertá-lo há 12 anos.
  193. Ele finalmente se juntará
    a nós daqui a um ano.
  194. (Aplausos)

  195. Estou muito animado para tê-lo conosco,

  196. porque sei que o salvamos,
  197. mas ele irá salvar dezenas
    de milhares de estudantes
  198. quando compartilhar o depoimento dele
  199. nas escolas em que estamos
    presentes com frequência.
  200. Quando disser às crianças:
    "Aos 11 anos, entrei numa gangue;
  201. aos 14, matei o filho do sr. Khamisa.
  202. Passei os últimos
    trocentos anos na prisão.
  203. Estou aqui para lhes dizer:
    não vale a pena",
  204. vocês acham que as crianças irão ouvi-lo?
  205. Sim, porque a entonação dele
    será de uma pessoa que puxou o gatilho.
  206. Sei que ele quer voltar no tempo.
  207. Claro que isso não é possível.
  208. Gostaria que fosse.
  209. Assim teria meu filho de volta.
  210. Meu irmão teria o neto dele de volta.
  211. Creio que isso demonstra
    o poder do perdão.
  212. Qual é a importante conclusão aqui?

  213. Quero terminar nossa conversa
    com esta citação,
  214. que é a base de meu quarto livro,
  215. cujo prefácio, a propósito,
    foi escrito por Tony.
  216. Começa assim: "A boa vontade
    contínua cria a amizade.
  217. Não fazemos amigos
    atacando-os com bomba, não é?
  218. Fazemos amigos pela boa vontade.
  219. Isso deve ser óbvio.
  220. A boa vontade contínua cria a amizade,
  221. a amizade contínua cria a confiança,
  222. a confiança contínua cria a empatia,
  223. a empatia contínua cria a compaixão
  224. e a compaixão contínua cria a paz.
  225. Chamo isso de minha fórmula da paz.
  226. Começa com boa vontade, amizade,
    confiança, empatia, compaixão e paz".
  227. Mas me perguntam:

  228. "Como você concede a boa vontade
    à pessoa que matou seu filho?"
  229. Digo que fazemos isso por meio do perdão.
  230. Como é evidente, funcionou para mim.
  231. Funcionou para minha família.
  232. O que é um milagre
    é que funcionou para o Tony,
  233. funcionou para a família dele,
  234. pode funcionar para vocês
    e para sua família,
  235. para Israel e a Palestina,
    a Coreia do Norte e a Coreia do Sul,
  236. para o Iraque, o Afeganistão,
    o Irã e a Síria.
  237. Pode funcionar para os Estados Unidos.
  238. Vou deixá-las com isto, minhas irmãs,

  239. e alguns irmãos:
  240. (Risos)

  241. a paz é possível.

  242. Como sei disso?
  243. Porque eu estou em paz.
  244. Muito obrigado.

  245. "Namastê".

  246. (Aplausos)